Ontem (29) morreu uma lenda. Em São Paulo, aos 79 anos, José Rui de Mattos Amorim não resistiu a um infarto.

Ontem (29) morreu uma lenda. Em São Paulo, aos 79 anos, José Rui de Mattos Amorim não resistiu a um infarto.
Rui Chapéu nunca foi campeão brasileiro ou mundial de sinuca. Na verdade, ele nunca disputou quaisquer desses campeonatos porque, segundo ele, não pagavam prêmios - ao contrario dos jogos apostados em salões, clubes e na TV.

Esta desorganização das entidades foi so um dos fatores que deixaram a sinuca marginilizada por anos. Mesmo na posição de um dos jogos mais populares do Brasil, só foi reconhecida como esporte pelo ministerio da educação em 1988, no auge da carreira do baiano.

Ao vivo na TV, Rui Chapéu mostrou que a sinuca não era jogada so no boteco. E nem so por bebuns ou malandros de fim de noite. Era esporte, sim. "Para chegar a ser um jogador de sinuca, você tem que ter habilidade, visão perfeita e controle emocional. Pelo menos", disse, em entrevista em 2015.

Em 1999, a revista "Isto È" elegeu Rui Chapéu como um dos mil atletas mais importantes do século 20. E a sinuca triunfou.

Fonte: Uol